ASAS

Coloco-me
Envolta em desejos,
desperta em sabores,
cantante de amor.
Sou igual a flecha
que segue o rumo
sabendo que seu destino
chegará e olhará,
sem entoar anseios.
Então,
de dentro,
fortalecendo o bem,
impresso no coração,
dou corda à vida
de viver sem medida
o amor de luz,
aquele que produz
fogos de artifícios,
interiores desejos
e imensos alaridos.
Gratifico-me de paz,
Deixando que o tempo,
presente da cor,
transforme ao redor
quem vê o que emano.
Canto de PAZ
invade meu olhar,
por dentro,
e vejo-me face a face
dissolvendo incertezas
em certezas infinitas
e gratificantes.
Encontro-me coberta,
de asas,
pra voar.

Vanize Claussen

01/01/2014

Postagens mais visitadas