Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

FLORAÇÃO

A floração, dentro, aquece sentidos. Ver é estação. Sobrevoa a luz, transformação. Imagens, brilhos, água, cores. Sorrateiramente invadindo a canção. Céu-azul-colorido, vento à proa, rosto sedento de imagens, tempo paralisado. Os contornos da montanha, paisagem delineada, memória calada. Momento único, sentidos aguçados, lembrança real para o agora. Esperança, mudança breve, nas entranhas  corporais e espirituais. Ação da criação. Alegria de visão, contentamento.
Vanize Claussen 09/04/2016

TRANSPARÊNCIA

Vento, folha, céu e mar... Tudo isso provocando uma extensão de mim. Verdade intensa numa paisagem co- criadora do que sou. Voo além do céu, que incendeia, incandesce, acalma e liberta, a alma de tantos anseios. Além daqui, dimensões infinitas aguardando o recolhimento. Saltam desejos de amar, viagem de cores pululando imagens, perdidas, querendo mais. E na busca constante, vamos dissolvendo cantares em olhares de alma. Transparência de luz.
Vanize Claussen 28/06/2011

COMPOSIÇÃO DE IDÉIAS

Burburinho, frases soltas, sons perdidos, lentos... Tão distante e perto, indo além  do que penso  ou sei. Imensidade de pensamentos, ressaltam imagens, pedaços articulados da infância. Gratidão e mensagens que invocam certezas, peças,  de um quebra-cabeça, infinito, eterno. E a visão? E depois? Onde estaremos? Detalhes apenas de corpos no mundo, aprendendo, ensinando, descobrindo mistérios. Composição de idéias que retornam há um presente longe... passando, os olhos observam, ouvidos atentos, ruminando.
Vanize Claussen 28/06/2011

FASCÍNIO

Nada me prende, tudo me fascina. Sou andarilha da vida e vou sair,  voar sobre a rotina, descobrir o mundo na viagem, abstraindo do bem para amar. Apenas buscando,  incessantemente, a resposta. Proposta tentadora de construção, parte em terra, outra ar. Culminância, história, certeza de encontrar, fascínio de viver.
Vanize Claussen 28/06/2011