ATO INSANO

Observo o céu,

as estrelas brilham,
irradiam a mais perfeita beleza...
Hoje sinto que a tempestade,
apesar das divagações,
se esvai devagar,
dissolvendo as incertezas,
trazendo defesas
dentro e fora.
Apenas observo
o tempo passando
e a imaginação crescendo.
O controle não é meu,
mas da vida que percorre
e dita para ir em frente.
Se os passos indecisos
não conseguem enxergar,
que posso fazer?
São pedaços de alma,
que diante de grande período,
esperou com calma.
Talvez o tempo mostre,
que não era bem o que pensava,
que a estranha temperatura,
que em mim ditava,
era apenas contigo.
Mas se a insegura certeza,
te leva ao longe,
com certeza resposta
ao tempo de amor estranho,
sem tempo de amar,
que me deixei ficar...
Que poso fazer,
a não ser,
esperar o tempo mudar?
AH! Minha vida,
quase perdida,
por um ato insano,
de esperar por uma
pequena atitude,
não feita,
desfeita em suposições,
irreais desejos de estar,
aqui,
comigo!

Vanize Claussen

20/01/2014

Postagens mais visitadas