TRAÇOS DA VIDA

Já vivi muitos traços,
já sofri muitas cores,
naveguei em amores
e desatei muitos nós.
Já perdi a cabeça,
falei coisas sem pensar,
já desentulhei muito espaço
e cada pedaço um cansaço.
Já entornei o caldo
e desembrulhei presentes,
contentei-me de letras e, 
as vezes um livro.
Já estive em muitos lugares,
mares e marés,
desemboquei em verdades
que cada um de nós tem,
e cada um tem a sua.
Já percebi estranheza na fala,
e a vergonha no ato,
a certeza do fato
e o instrumento de paz.
Já colori o coração
de um espetáculo natural,
já nasci e deixei nascer,
experimentando ser filha,
experimentando ser mãe, aqui.
E foi fácil e não foi,
muitas coisas que aprendi.
Hoje continuo aprendendo
na certeza de encontrar
em meu ETERNO OLHAR,
a visão da infinitude do amor.
Que exista a paciência
nesta alma aprendiz,
e que eu possa resgatar
tudo aquilo que de mal fiz.
O tempo é passageiro insano,
poeta de mil cores,
transforma-se em delírio
para quem o vê passar;
que me traga a certeza
da pureza interior
em todos que vejo
em tudo que toco e,
assim musicar o amor!

Vanize Claussen

19/01/2014

Postagens mais visitadas