quinta-feira, 17 de novembro de 2016

LIMPEZA DE ALMA

A água 
limpando vai,
dissolvendo estacas,
vai passando
sobre tudo,
descortinando o véu.
Saltitando em gotículas,
vai entornando 
saboroso teor de brilho.
A luz anestesia,
vai tomando
transparência,
invadindo o coração.
São centelhas vertidas
no cálice de verdades,
onde a capacidade,
ainda intuitiva,
comanda
a paranormalidade
de seu sabor de ser
apenas 
limpeza de alma.



17/11/2016



Postagem em destaque

FLORAÇÃO

A floração, dentro, aquece sentidos, ver é estação. Sobrevoa a luz, transformação. Imagens, brilhos, água, cores. Sorr...