Pular para o conteúdo principal

MUNDO DIVINAL

Suave ruído
do mar,
ondas soltando
seus leves traços
espumantes.
Ao longe,
passos,
descansando ao léu,
no olhar natural
do azul céu.
Na linha do horizonte
nuvens leves
dissolvendo o destino,
traços montanhescos
do litoral.
Olhar acima
e o estado-nuvescal
em transformação,
desenho branco,
enorme pássaro
no ar azul.
Bumerangue
que desata nós,
restaurando imagens,
onde raros humanos
olham.
Feixes de vegetação,
ao redor
dessa água cristalina.
E, somente
no fluir da surpresa
somos etéreos,
moradores físicos,
desse Mundo Divinal.

Vanize Claussen
13/02/2013




Postagens mais visitadas deste blog

MOVIMENTOS

Como movimentos de plumas São os momentos eternos De um sonhador Que experimenta o gosto, Sabor vivo do amor, Na presença singela De toque e cores, Como anjos que flutuam No correr da vida. Presença etérea e real, Como se Deus falasse Ao nosso ouvido canções. Ah! É sentido de sentir O abraçar do carinho do sol.
Vanize Claussen 31/08/2004


ASSIM SOU

Sou andante, sou errante sou igual ao beija-flor.
Anoiteço, amanheço e me abro com a cor.
Sou cortina e janela, sou a porta amarela que tremula renda flor.
Sou espaço e o tempo, sou a chuva na janela de gotículas de amor.
Saborosa, nem dengosa, vou abrindo tempo em mim de certeza sem rancor.
Abro tempo, solto espaço, pois o cansaço da dor...
Vai saindo de mansinho, vou cantando passarinho neste dia de esplendor.
Vanize Claussen 30/06/2013

RECOLHIMENTO

Vento, folha, céu e mar, tudo isso provocando uma extensão em mim. Verdade intensa numa paisagem, co-criadora do que sou. Vôo além do céu, que incendeia, acalma e liberta: a alma, de tantos anseios. Além daqui, dimensões infinitas aguardando o recolhimento. Saltam desejos de amar, viagem de cores pululando imagens perdidas, querendo mais. E na busca constante, vamos dissolvendo cantares em olhares da alma: Transparência e luz.
Vanize Claussen 28/06/2011