EXPERIMENTO HUMANO

O vento vira,
na virada
dá cambalhota no ar.
Vamos olhando...
Quantas vezes não vemos!
Formação de dizeres
que nada dizem,
sem dizer nada, 
as pessoas
que derivam em naus,
sem a noção elétrica,
vida que os percorre.
Mas, 
as crianças,
que derivam
dos anjos do amor,
podem expressar
na sua leveza
a inocência de ser.
Adultos,
vão perdendo, 
crianças vão trazendo.
E na simplicidade,
observamos,
esse lindo 
Experimento Humano!
Desembocando
num rio de imagens
que vão se perdendo
com o crescimento corporal
e o achatamento 
mental-emocional
que o ser humano sofre.
Ah! Vida! 
Delicadas funções
para aprender!

Vanize Claussen
15/02/2012



Postagens mais visitadas