AMOR MADURANDO


Sou o tempo,
sou a chuva,
a radiestesia 
de tua boca,
que encosta a minha.

Sou teu toque,
o trovão,
derramando a certeza
na claridade infinita.

Busco-te na destreza
de um águia,
agitando-se, esguia,
a subir...

Sou teus olhos,
teus anseios,
tua face
a me olhar,
e a brisa
me percorre.

Quando te vejo
em mim,
experimento
amor madurando.

Vanize Claussen
23/03/2014

Postagens mais visitadas