PERCEPÇÃO

Que eu encontre em você, 
mesmo na distância, 
na epiderme de alma,
 as linhas deste poema. 
E quando me fala em ‘calma’
 que seja arrebatador
 o pulsar do gozo, 
que anestesia meu corpo.
 Que seja leve o sopro
 no sonho da vida, 
mas que intenso fique
 em nossa percepção. 

Vanize Claussen 
 17/03/2012

Postagens mais visitadas