LÍNGUA


                                                                          
Língua que fala e fere
É língua que não tem pudor
É felina, astuta e mata,
É língua que não tem amor.
Quer dizer, porém não diz,
Apenas se contradiz
No espetáculo que é falar
De qualquer maneira
Sem se importar.
E assim a língua assusta,
Afasta, atrapalha a convivência
E nos deixa sem clemência.
Mas o que fala a língua
Pode também ser de paz
E aumentar a auto-estima
Cada vez mais,
Só depende do coração
E da língua que tem emoção.

VANIZE CLAUSSEN CORRADINI
               21/07/2007

Postagens mais visitadas