SENTIDO


Hoje,
a estampa do tempo
me traz a brisa
do nevoeiro chegando.
Minha alma
sobevoando a vida,
dissolve temores,
antes contidos.
Nao tenho pressa,
mas nao arrasto tempo.
A soluçao acontece,
gradativamente,
no elemento inquieto
do coracão apertado.
Solvendo as flores,
que entregues foram,
recebo rosas vermelhas,
do teu amor inquieto,
mas perfeito...
E a poesia vai saindo,
caminhando na estrada,
inquietando outros corações,
acalentando almas
num abraco imparcial,
Virtual e humano.
Assim o tempo grita
soltando petalas da vida
nos momentos de amor.
Assim a rosa exala
o perfume do teu cheiro.
Nasce agora a eperanca,
do sentido da passagem,
aqui.



Vanize Claussen
12/09/2014

Postagens mais visitadas